Natal

Belíssimas falésias e dunas moldadas pelo vento fazem do litoral de Natal, no Rio Grande do Norte, um dos mais belos cartões postais do País. Os mesmos ventos que movem as areias refrescam o calor e garantem Sol na maior parte do ano ao levar para ao longe as nuvens. Daí o título de “Cidade do Sol”. Apesar do Sol forte, a temperatura média anual é de 28ºC, e uma brisa constante torna a temperatura agradável.As praias são o que os turistas mais buscam em Natal. Prepare-se para encontrar diversidade marinha em torno dos recifes de corais. A praia de Ponta Negra, que tem o Morro do Careca, é a preferida. Já a praia de Via Costeira é o reduto de quem busca unir o luxo à natureza.As dunas de Genipabu, a beleza rara dos Parrachos de Maracajaú e o charme da praia da Pipa também despertam a atenção. Lá se encontra o maior cajueiro do mundo.  Os passeios tradicionais de buggy estão à disposição, mas não se assuste se encontrar dromedários andando pelas areias. Os animais também podem ser alugados para um passeio.

Nas mesas de Natal, os sabores temperam a estadia com muito camarão, diversidade de peixes e carne de sol. E aos que curtem experimentar receitas típicas vão gostar de conhecer a ginga com tapioca, na praia da Redinha.

Arte, história e cultura completam a experiência de quem vai a Natal. Nos bairros Cidade Alta e Ribeira estão construções, museus e igrejas que preservam a história e o rico folclore de uma das capitais mais antigas do Nordeste, inaugurada em 25 de dezembro de 1599. Sua relação com a data que remete ao nascimento de Cristo não está apenas no nome. O Forte dos Reis Magos – inaugurado no dia de Reis, em 06 de janeiro de 1681 – preserva o marco da cidade. A imagem dos reis com a estrela guia marca o símbolo no seu pórtico de entrada da cidade.

Comentários. Deixe sua avaliação.